Com Leveza & Esperança (1)

Oi, você:

*Este post é dedicado ao meu amigo, Poeta Francisco Perna Filho

Ler não é apenas o melhor remédio – em alguns casos; adoece em outros – pois que o niilismo de alguns autores pode até matar ou criar assassinos em série. Cura a alma em outros e inúmeros casos; traz o dia, leva à noite escura; faz-nos cantar o amor e enfrentar a morte; dá-nos inteligência para discernir entre o caudal de ofertas – em que desbordam, transbordam subliteratura em listas intermináveis (onde há mais superestimados pela crítica ?! – resenha – do que esquecidos que valem de fato a pena serem lidos…).

Vilém Flusser:

“Ler” (legere, legein) significa escolher (Herauspicken), selecionar (Klauben). A atividade de selecionar denomina-se “eleição”; a capacidade para realizá-la “inteligência”; e o resultado dessa ação, “elegância” e “elite”. (*)

Livros estante+Ilustra.gif
Pode ser entretenimento e lazer, pode substituir a narrativa mandatória da 7a. arte. Pode ajudar na formação e correção do caráter. Pode levá-lo a viagens – pois cada livro é uma viagem, cada poema é uma viagem (A.C.Melo) – cada capítulo pode ser um convescote un déjeuneur sur l’herbe

Pode e deve estar na cabeça de quem quer começar a escrever ou aperfeiçoar o estilo. Portanto, responder à pergunta abaixo é um exercício que me propôs um dileto amigo e que eu gostei de tê-lo feito. Enjoy it.
Clique no link para continuar lendo:
Queres ler o quê?